Compartilhe:

0

Não é fácil a vida do jovem que pretende ingressar na universidade, especialmente daquele que ambiciona uma vaga nas principais faculdades do país, quase sempre públicas. A possibilidade de fazer o curso superior sem pagar é, realmente, um incentivo muito forte para que vários milhares de rapazes e moças se apliquem por meses, ou, não raro, até por anos, para serem aprovados no vestibular. Mas para os jovens cristãos, esse desafio é bem mais complexo, pois as universidades em todo o mundo, e nosso país é um exemplo acabado desta triste realidade, destinam-se quase exclusivamente a formar militantes do ateísmo e do progressismo moral.

O retrato estatístico do desempenho de fé dos jovens cristãos na faculdade mostra que os moços evangélicos estão sofrendo os terríveis efeitos do embate diário com a apostasia intelectual. De cada dez jovens cristãos que ingressam na academia, seis passarão por terríveis crises de fé, e metade destes nunca mais retornará aos caminhos do Senhor. Quer dizer que 30% dos rapazes e moças que nossas igrejas mandam para as faculdades, estão sendo enviados para a morte espiritual.

Como as igrejas e seus líderes, e, claro, os pais destes jovens podem ajudá-los? Proibi-los de cursar uma faculdade é impensável, especialmente com as presentes demandas do mercado de trabalho. Abrir faculdades evangélicas não é tarefa fácil ou barata, além de exigir um nível de coordenação e empenho das igrejas que a esmagadora maioria dos pastores não está disposta a entregar. Mas não é possível, também, fechar os olhos ao problema, ele existe!

O pastor Claudionor de Andrade, Consultor Teológico da EETAD (Escola de Educação Teológica das Assembleias de Deus), afirmou que a hostilidade à fé cristã nas universidades é inegável: “Infelizmente, até mesmo universidades fundadas por igrejas evangélicas vieram, com o tempo, a tornar-se hostis à genuína fé bíblica. Esse dualismo ocorre, porque a academia não aceita o fato de que o ser humano foi criado para atuar, na administração do mundo, como teólogo e cientista.”

De acordo com o Pastor Claudionor, “os sábios deste século acham impossível a junção entre a fé cristã e a verdadeira ciência. Devido à tal concepção, gerada pelo Iluminismo, eles contrapõem a razão à fé, como se a nossa fé não fosse razoável. Quando, porém, nos voltamos à Bíblia Sagrada, constatamos que o culto divino requer uma postura racional do crente em Jesus Cristo”.

Que o perigo existe, por tanto, ninguém duvida. Mas por que nossos jovens são tão suscetíveis a eles? Parte da resposta está no fato de o moço evangélico ser desafiado por professores que têm de atividade acadêmica muitos mais anos do que o aluno tem de vida. Não é fácil para um jovem resistir a um professor com três décadas de cátedra que insiste em desqualificar a Bíblia ante os preceitos ditos científicos.

De acordo com o Consultor Teológico da EETAD “antes de tudo, este é o maior perigo: colocar a razão e a ciência acima da Bíblia Sagrada, a inspirada e sempre atual Palavra de Deus. Portanto, levemos em conta que a razão e a ciência, quando legitimamente usadas, jamais contraditarão os santos profetas e os apóstolos de Nosso Senhor. Colocadas em seu devido lugar, ambas hão de reconhecer os seus limites, porquanto já não desconhecem as infinitudes do Criador de todas as coisas.” O pastor Claudionor instrui que “Daniel e seus três companheiros foram bem-sucedidos na academia babilônica, porque sempre alçaram a Palavra de Deus acima de todos os conhecimentos e saberes humanos.”

O pastor Claudionor cita exemplos inspiradores e, ainda melhor, bíblicos, de jovens que não apenas sobreviveram ao ambiente acadêmico, mas o fizeram com excelência e resplandecendo como servos de Deus: “Levemos em consideração, outrossim, que Moisés, Daniel, Paulo e Lucas frequentaram ambientes universitários. E, nem por isso, vieram a desviar-se das veredas divinas. Aliás, Deus os encaminhou às melhores universidades e academias da época, a fim de que eles o servissem com excelência. Através de seu testemunho pessoal, vieram a mostrar a superioridade da fé santíssima sobre as ciências e humanos e passageiros saberes.”

O Consultor Teológico da EETAD afirma que “por conseguinte, a solução não está em proibir nossos filhos de frequentar a universidade ou fazer parte de uma academia, mas prepará-los espiritual, moral e emocionalmente, a fim de testemunhar de sua fé e defendê-la sempre que se fizer necessário. Acredito que foi exatamente isso que fizeram Loide e Eunice em relação ao jovem Timóteo.”

Apesar de tantos desafios, os jovens universitários cristãos do Brasil têm um importante reforço. Existem reações ao massacre de fé das universidades surgindo, são trabalhos como o da própria EETAD, através de uma iniciativa chamada Projeto Timóteo – Universitário.

O Coordenador Acadêmico da instituição, o pastor Gunar Berg explica: “Trata-se de um evento anual, realizado durante as férias escolares de julho, durante o qual moços e moças de todas as regiões do Brasil, em idade universitária, reúnem-se na sede da EETAD para dez dias de instrução bíblica contra o academicismo e o progressismo cultural. O evento tem intensidade de internato e são dias de estudos, orações e cultos desde a alvorada, às 6h da manhã, até o recolher, às 22h30.”

De acordo com ele, os pastores e professores que lecionam no Projeto Timóteo – Universitário têm ampla experiência tanto na educação secular, quanto na apologética cristã, como o próprio consultor da instituição, o pastor Claudionor, ou a professora universitária Vânia Ramos (com doutorado em psicologia), além, claro, do presidente da instituição, o pastor e missionário Terry Johnson, o próprio coordenador da EETAD e vários outros palestrantes.

Um evento como esse desafia os priores inimigos à fé cristã, como o evolucionismo, ou o ateísmo, ou a sempre nociva tentativa de casar o relato bíblico da criação do mundo com as crendices científicas. Os argumentos contrários à fé estão cada vez mais criativos e diretos, e é preciso preparar os jovens da igreja não apenas para serem aprovados no vestibular, mas especialmente para sobreviverem aos ataques. O pastor Gunar Berg garante que estes temas recebem atenção especial durante o Projeto Timóteo – Universitário.

“O Timóteo não é uma colônia de férias, um passeio. É um curso apologético em regime de internato, com duração de dez dias. Vamos apresentar em detalhes aos jovens as refutações bíblicas e científicas, sim, científicas também, ao evolucionismo, o deísmo, o teísmo aberto, a ideologia de gênero, o progressismo, e, nesta edição, vamos dar atenção especial ao socialismo, que encanta e engana tantos moços cristãos! É hora de reagir, ou o diabo vai matar as nossas moças e sepultar os nossos rapazes”, disse.

O Presidente da EETAD, o pastor Terry Johnson, que é missionário das Assembleias de Deus dos Estados Unidos no Brasil, reconhece que existe um problema grave a ser enfrentado pelas igrejas no que diz respeito à formação acadêmica universitária dos jovens cristãos. Ele conta estar com “o coração aflito em ver que tantos jovens estão seguindo para as universidades sem terem uma instituição cristã para realizarem seus estudos, ou mesmo sem o apoio necessário para manter a fé na faculdade.”

Segundo o pastor Terry Johnson, esta realidade triste não é exclusiva do Brasil: “Em todo o mundo os cristãos estão sofrendo perseguições de todos os tipos. No ocidente os casos de perseguição física ainda são relativamente poucos, mas do ponto de vista moral e intelectual, os evangélicos estão sendo massacrados. É um morticínio de mentes, sem dúvida. Mas a EETAD fará sua parte, ela dará bom combate aos desafios de fé, especialmente quanto aos jovens cristãos.”

Aos pais interessados em enviar seus filhos para participar do Projeto Timóteo – Universitário, o coordenador da EETAD explica que “a edição deste ano vai acontecer, pois trata-se de uma atividade religiosa, garantida constitucionalmente como essencial, além disso, estamos preparados para cumprir rigorosamente todos os protocolos requeridos pela atual emergência sanitária”.

O pastor Gunar explica ainda que as vagas deste ano são limitadíssimas, e, por isso, é necessário que os interessados se apressem em fazer a inscrição, para garantir a participação: “Quem quer participar tem que correr. As contingências nos impõem uma limitação de vagas, e já temos inscrita, inclusive uma caravana de jovens a serem enviados por uma igreja do Maranhão.”

O pastor Terry Johnson, presidente da EETAD, reforça o convite, incentivando, inclusive, a que mais pastores sigam o exemplo da igreja nortista: “Esse pastor maranhense é um exemplo a ser seguido por outros pastores, pois é papel dos líderes fazer tudo o que estiver ao seu alcance para proteger as almas das ovelhas, e os jovens cristão precisam ser preparados para esta batalha nas faculdades. Pastores, a EETAD está disposta e disponível a ajudá-los!” Se educarmos nossos filhos nas sendas do Senhor, tendo como base a Bíblia Sagrada, nada precisaremos temer. Eles achar-se-ão aptos a frequentar a universidade, a fazer parte de academias e a trabalhar em todos os ramos das ciências e saberes humanos, porque o conhecimento divino estará em seu coração.

By Gospel Prime


0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.