Compartilhe:

0

Em abril de 2020, o pastor Fernando Fernandes, procurando uma forma de ajudar pessoas que se encontravam em sofrimento emocional devido ao confinamento social e a pandemia, criou o Projeto Salva-Vidas (PSV). Desde lá, a iniciativa já atendeu cerca de 250 pessoas na cidade de São Paulo.

A missão do Projeto Salva-Vidas é disponibilizar um canal de atendimento para socorrer pessoas que estão passando por crises pessoais, as ouvindo e lhes falando da graça de Jesus. “A ideia é dedicar um tempo de qualidade para ouvir com empatia as pessoas que buscam a nossa ajuda. Depois que elas colocam para fora aquilo que está fazendo mal, buscamos o momento oportuno para apresentar o Evangelho de modo adequado”, explica Fernando.

O PSV é uma organização interdenominacional e conta com uma equipe de voluntários para realizar o atendimento. Cada voluntário faz um contato inicial, por telefone ou WhatsApp, com a pessoa que busca ajuda, estabelece uma relação de confiança e a acompanha até achar necessário.

Se a pessoa aceitar, o voluntário faz orações com ela e envia mensagens devocionais, sempre respeitando o interesse pessoal do acolhido. Quando alguém recebe Jesus como Senhor e Salvador de sua vida, a equipe do projeto a encaminha para a igreja mais próxima de sua casa, para que ela seja acompanhada por um pastor e receba discipulado.

Quando pessoas suicidas entram em contato com o “Salva-vidas”, a equipe prontamente os direciona para o atendimento especializado do CVV (Centro de Valorização da Vida). Já as que são identificadas com transtornos mentais, como depressão e síndrome do pânico, são orientadas a procurarem atendimento psicológico.

Fernando Fernandes, que é Pastor Auxiliar da Igreja Evangélica Menonita de Interlagos em São Paulo, tem experiência pastoral em superação de problemas emocionais. Segundo ele, o Projeto já resgatou muitas vidas: “Recebemos testemunhos de pessoas que entregaram as suas vidas a Jesus, bem como depoimentos de pessoas que desistiram do atentado contra a própria vida, e muitos que estavam afastados do Evangelho se voltaram novamente para Deus”. O pastor também afirma que “o perfil mais afetado emocionalmente durante a pandemia é o de mulheres mais jovens”.

Atualmente, o PSV precisa de psicólogos cristãos voluntários, de qualquer parte do Brasil, que queiram ajudar no atendimento online de casos que requerem acompanhamento especializado. Os profissionais interessados podem entrar em contato através do e-mail do Projeto: contato@psv.org.br. O “Salva-vidas” não realiza atendimento de menores de idade.

Para ser atendido pelo PSV acesse o site www.psv.org.br. Se você precisa de ajuda ligue 180 para a Central de Valorização da Vida (CVV).


0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.